Sonho Meu

Novembro 30 2004
Não me amas?
Não és minha amiga?
Sou indiferente para ti?
Não! Isso não quero ser!

Quero que me ames!
Se não conseguires!
Então odeia-me!
Amo saber, que me odeias!

A indiferença,
Não! Não Suporto!
Pois isso significaria,
Que já me tinhas esquecido!

Abre os teus olhos,
Abre o teu coração,
Pois ele só dirá!
Que eu de verdade te amo!

Sei que te posso ter!
Quero-te um dia acarinhar,
Para que tu me possas amar!

O ódio é amor!
Um amor diferente!
Mas jamis amor será ódio!

Odeia-me com todas as tuas forças!
Odeia-me para sempre!
Pois tu odiando-me !
Estarás a amar-me!

Óh como eu gosto de ti,
Será justo?
Quem sou eu,
Para te ter a ti!

Gosto mais de ti,
Do que de mim!
E tu?
Que vais fazer?






O amor perguntou ao odio: pk me odeias tanto o odio resp. pk um dia te amei demais!
publicado por Bruno Rodrigues às 23:10

Nossa q poema lindo!
é um dos mais bonitos q já lí!
bjoz
naiara a 18 de Novembro de 2006 às 00:19

Adorei,... e mesmo isso que estou a sentir, e isso que tento de lhe dizer, so que nao consigo,... muito bonito,... beijinhos
ginietje a 21 de Dezembro de 2004 às 22:52

Muito bom! Amar demais faz-nos sofrer, mas amar de menos também não é nada bom... Boa sorte!
Ocean a 6 de Dezembro de 2004 às 18:42

Muito e sóbrio trabalho!!

Parabéns

João
Joao a 3 de Dezembro de 2004 às 03:47

amar demais faz mal... é como uma doença da qual não temos e nem queremos ter noção que apanhámos... realmente MUITO destrutiva.. kisses
guika a 3 de Dezembro de 2004 às 03:18

" O diário de uma Vida! "
mais sobre mim
Novembro 2004
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6

7
8
9
10

14
15
17
19

21
22
23
24
25
26

28


pesquisar
 
blogs SAPO